Menu

Resenha do Fight in Rio por BlankaDeNeve

O carioca Igor Chargas, conhecido como BlankaDeNeve, fez uma resenha do campeonato Fight in Rio que aconteceu em 22 e 23 de agosto. Confira o que Igor tem a dizer:


11954690_801949343237258_6704118145894068995_n

Antes de lhes contar sobre o campeonato épico que foi o Fight in Rio, é preciso que vocês tenham noção do estado em que se encontrava a cena de fighting games carioca. O primeiro campeonato que participei aqui no estado foi em 2012 e foi muito bem organizado pela galera do Portal Versus e foi esse campeonato que me fez querer ingressar na cena, treinar pra valer, fazer amigos, etc.

Desde então várias pessoas tentaram realizar outros campeonatos, porém enfrentaram diversas barreiras e não conseguiram seguir com o barco. Players do Rio de Janeiro deveriam viajar para outros estados se quisessem participar de campeonatos com boa estrutura, stream e boa premiação. Dentro deste cenário nada animador, Rodrigo Martins (SOA Shogun), enfiou na cabeça que faria um campeonato no Rio e que este seria um major.

Com muita determinação, apoio da equipe SOA e de amigos que compraram a ideia, o Fight in Rio foi concebido. Realizado nos dias 22 e 23 de agosto no auditório da escola de entretenimento digital e game, Red Zero unidade Niterói. O line up do evento foi formado pelos seguintes jogos:

Guilty Gear Xrd (16 participantes)

Mortal Kombat X (24 participantes)

UMVC3 (21 participantes)

USFIV (63 participates)

11952033_802313066534219_6415502596188286662_n

Com uma estrutura impecável oferecida pela Red Zero os competidores e espectadores foram recebidos ao som de Heavy Day e daí já se teria uma prévia de como seria a hype do evento. Apesar do baixo número de inscritos GGXrd não deixou a desejar na qualidade das lutas, com direito a Double K.O na Losers Final entre Zazs (Bedman) e Fabinho (Slayer) levando a galera ao delírio. Luta que foi até o último round do último set  e classificou Fabinho para enfrentar Nikki na Grand Final. Demonstrando muito conhecimento do jogo e de seu main char, Zato, Nikki venceu por 3 x 0 a final, invicto, levando o troféu para São Paulo. Palavras do Nikki sobre o campeonato:

Evento excelente, gostei muita da estrutura, da organização, do equipamento e da dedicação do staff. Local fácil de chegar, espaçoso e com área pra freeplay. Monitores Benq, telão, brackets atualizadas na hora, acho que o simples fato de ter toda essa estrutura já te dá uma ansiedade. A premiação foi muito boa, o pot pagou minha viagem e ainda levei, arcade, troféu e medalha. Já usei ele no próprio evento depois.”

MKX acabou sendo a revelação do campeonato, superando o Marvel  em inscritos. E como já era esperado, SOA KillerXinok (Johnny Cage) levou o troféu para São Paulo, também invicto, vencendo Poto2222 (Cassie Cage) na Grand Final,  FabiOoO (Takeda) faturou a medalha de bronze. Seguem as palavras do campeão após o evento:

Ótima estrutura e com entrada gratuita para os espectadores, o que atraiu muita gente pra assistir. Premiação muito boa também, arcade stick personalizado para cada jogo, sem contar o dinheiro. Quanto à hype, nem preciso dizer, na winer finals eu ouvia os gritos do pessoal mesmo estando com fone. Foi uma das lutas com mais hype que já presenciei até hoje.”

Enquanto isso a galera do Street Fighter e do  Marvel  já estava aquecida e ansiosa no  freeplay montado no stand da Art Games, patrocinadora exclusiva do evento na área de vendas de jogos. A Art Games ofereceu 20 jogos em premiação permitindo que todos os jogadores até o oitavo lugar de cada jogo, fossem premiados. No stand foram vendidos jogos da nova geração de consoles, canecas e camisas exclusivas do evento.

11917678_802313219867537_2560581962058306784_n

No Marvel, compareceram os melhores players do Rio de Janeiro e proporcionaram lutas de altíssimo nível inclusive um dos momentos de maior hype no campeonato foi a vitória de Bruno Jam sobre o Marcus, usando o Phoenix. “Pera aí Blankinha, não seria ‘A’ Phoenix!?” Não meus amigos, “O” Phoenix Wright, o advogado. A galera foi à loucura. Podemos dizer que o  Marvel  teve a final mais disputada e emocionante, SOA Acido foi o campeão (3 x 0), SOA Linj mesmo após resetar a bracket (3 x 1) ficou em segundo e Paulow3b foi o terceiro colocado.  Fight in Rio sob as palavras do campeão:

Campeonato foi muito bom, organização bastante focada e com boas decisões, mesmo na hora de algum imprevisto, deram o sangue ali. Estrutura muito top, tanto o lugar quanto os monitores utilizados. Hype incrível em todos os jogos que assisti. O nível, apesar do campeonato não ser inicialmente um major, foi tão grande quanto o de um, principalmente o Street Fighter. Esperando ansiosamente o próximo evento.”

Sim meus amigos, chegou a hora tão aguardada. Ultra Street Fighter IV chegou praticamente ao número máximo de jogadores inscritos. Podemos dizer que os melhores players  do Brasil compareceram, gente de São Paulo, Minas Gerais, Bahia, etc. Um pequeno problema fez com que praticamente todas as pools de USFIV fossem realizadas no domingo. Porém ainda no sábado, N2L Chernobyl (Decapre) já havia mandado um dos favoritos, SOA Ibukiman (Oni), para a losers bracket, sendo ovacionado por todos no auditório da Red Zero.

11917679_801950653237127_3879854801348684905_n

Infelizmente não posso descrever aqui todas as batalhas de alto nível que foram travadas, então vou me ater às mais memoráveis. A rivalidade RJ/SP estava à flor da pele, após a vitória do carioca AAG Zeusb (Guy) sobre SFT GuillerBR (Guile), Zeusb correu para a plateia tirando a camisa e batendo no peito a torcida carioca enlouqueceu.

Um pouco depois o campeonato parou literalmente para assistir Ludo (Sagat) enfrentar SFT JacaréBrasil que veio de São Paulo. O auditório se dividiu na torcida, uma parte gritava biscoito, outra gritava bolacha, eu nunca tinha visto algo assim. Mas dessa vez deu São Paulo e todos os paulistas invadiram o palco jogando o Jacaré para o alto, foi insano.

Porém não deu nem Rio nem São Paulo no final, as esperanças cariocas se foram no top 8, quando AAG Baby (Rufus) mandou AAG Zeusb (Guy) para losers. Baby saiu correndo pelo auditório gritando: “O RESPEITO VOLTOU!”. Logo em seguida, SOA Ibukiman (Ibuki) após eliminar SFT Dark817 (Abel), foi eliminado por SOA Breno fighters (Decapre). Mesmo Ibukiman alternando entre Oni e Juri, não foi capaz de parar o forte jogo da Decapre do Breno. Já o SFT Alexandro (Ken) acabou eliminando AAG Zeusb (Guy), assim nenhum player RJ chegou ao top 3.

Não deu bolacha nem biscoito, deu pão de queijo. SOA Breno fighters, que veio de Minas Gerais, venceu o campeonato após resetar a bracket sobre SOA Lekustela (Adon), AAG Baby ficou em terceiro.

Todos os campeões receberam de premiação um belo arcade stick da Umbrela Arcade Pad, personalizado, full Sanwa.

O Fight in Rio tem tudo para se consolidar como um dos majors nacionais e sem dúvida alguma, inspirou novos players e foi de importância histórica para a cena carioca, podendo ser considerado um divisor de águas.

11954827_801951336570392_8879777432766055518_n


Sintetizando o resultado de cada jogo:

Ultra Street Fighter IV:
1º SOA Breno
2º SOA Lekustela
3º AAG Baby

Ultimate Marvel VS Capcom 3:
1º SOA Acido
2º SOA Linj
3º Paulow3b

Mortal Kombat X:
1º SOA_KillerXinok
2º poto2222
3º FabiOoO

Guilty Gear Xrd:
1º Nikki
2º fabinho
3º Zazs

Para ver todas as fotos desse evento fantástico, veja a sua página no Facebook clicando aqui.

11898626_797078307057695_7612038950761573277_n

 

 

 

Comments

comments

Vídeo do dia!

Entrevista com a Galera